domingo, 27 de outubro de 2013

[EU FUI] RUN THE NIGHT 21k Relay


Olá corredores, venho para escrever sobre mais uma novidade na área, trata-se da RUN THE NIGHT 21k Relay, que aconteceu no dia 24/08/13, na Cidade Universitária. Fiz a inscrição com bastante antecedência, no final de maio, optei pelo “kit premium”, que deu direito a duas camisetas, sendo uma de manga comprida. Isso tudo me custou a bagatela de R$ 99,00 (noventa e nove reais), até que foi razoável, levando-se em conta o custo-benefício. Correr uma meia maratona noturna seria um desafio inédito para mim, visto que já havia corrido 24K a noite, porém, numa aventura insana onde só haviam trilhas e barrancos, em 2009 na cidade de Extrema/MG. No asfalto seria a primeira vez, além de ser a minha distância favorita.

A retirada do kit ocorreu na Loja Decatlhon Morumbi, fui na quinta-feira na hora do almoço, tive sorte e fui rapidamente atendido. Já no sábado, a logística foi simples, nada de treinos, apenas descanso e uma alimentação leve. A largada estava prevista para as 20h00, para todas as modalidades (solo, duplas e quartetos). Cheguei à USP por voltas das 18h30, o transporte público (trem) funcionou bem e permitiu uma chegada tranquila, sem demoras. A pirotecnia do evento era fantástica, muitas luzes criaram um verdadeiro cenário de balada. Havia dois personagens inusitados: um malabarista com malabares fosforescentes e o engolidor de fogo, atraindo a atenção de muita gente.


Outra coisa que me chamou a atenção foram os vários murais que a organização disponibilizou para que os atletas pudessem escrever, a base de guache, seus nomes ou frases curtas de incentivo. Entrei na brincadeira e deixei o meu nome registrado, interação que serviu para o tempo passar mais rápido até o início da prova. A largada foi uma festa, o tempo ajudou, a temperatura girava em torno dos os 20ºC, ideal para correr. O percurso consistia em duas voltas de 10,5Km, nada de anormal, visto que estou acostumado a correr na USP e conheço bem o espaço. Gosto da sensação de correr a noite, quase não tem barulho e o poder de concentração é melhor, além da taxa de umidade, poluição etc.


Pelo caminho, vários fotógrafos, do site SuperCorridas, faziam a alegria da galera, além de um bom número de staffs, responsáveis pela sinalização do percurso. Em alguns trechos, a iluminação era deficiente, muito disso em parte às muitas árvores que obstruíam os postes, o jeito era confiar no instinto e torcer para não pisar em algum buraco ou tropeçar. Lembro que num determinado momento, ainda na primeira volta, passei a acompanhar uma garota que estava numa "pegada" forte, ela não percebeu, mas serviu e muito para eu estabelecer um ritmo constante, sem oscilações. Confesso que estava difícil manter tal performance, até que ela entrou no funil do revezamento e passou o “bastão” para o parceiro.


Iniciei a segunda volta de maneira mais comedida, optei por uma tática mais conservadora, afinal, tinha um compromisso de 10Km na manhã seguinte (isso mesmo, não se assustem, contarei melhor no próximo texto), não queria fazer daquela noite algo indigesto, seguia no ritmo das minhas boas músicas, alternava entre o rock do Guns N' Roses, com o blues da banda Big Bad Voodoo Daddy. Encontrei vários atletas do revezamento pelo caminho, aquela altura era difícil saber quem corria na modalidade solo. O final foi um tanto penoso, apresentava um pouco de cansaço, confesso que a noite agradável pesava a meu favor, pois se o cenário fosse outro, certamente o meu rendimento teria caído vertiginosamente. Conclui com o tempo de 1h41min, superando as minhas expectativas. Apesar de pequena, achei a medalha “simpática”. O guarda-volumes foi ágil e sem prolongar muito, deixei a USP em direção a Mogi das Cruzes.


Opinião: foi um evento praticamente impecável. Deixo apenas a sugestão de que, na próxima edição, possa ter um boné ou viseira no kit de participação, além de uma medalha um pouco maior e que diferenciasse daquele que correu 21K solo em relação aos que revezaram. Certamente é mais uma boa opção de corrida na cidade de São Paulo que tem tudo para dar certo e manter-se no calendário esportivo.

Informações sobre a prova:


Sobre Mogi das Cruzes, contarei no próximo relato...

4 comentários: